Cookies must be enabled to use this website.

Book Image Not Available Book Image Not Available
Book details
  • Genre:PHILOSOPHY
  • SubGenre:Political
  • Language:Portuguese
  • Series title:YMAGO ensaios breves
  • Series Number:4
  • Pages:14
  • eBook ISBN:9789899768499

Ainda se pode falar de democracia?

by Jacques Rancière

Book Image Not Available Book Image Not Available
Overview
Se o nome democracia designa os regimes governamentais que conhecemos, o que ele tem ainda para oferecer às aspirações colectivas é a possibilidade de oposição à realidade actual.
Description
Se o nome democracia designa os regimes governamentais que conhecemos, importa saber o que ele tem ainda para oferecer às aspirações colectivas é a possibilidade de oposição à realidade actual. A oposição entre democracia e totalitarismo, ou entre democracia formal e democracia real, exprime as contradições internas à ideia democrática. Remontando a Platão, os paradoxos desta ideia são, por um lado, a denúncia da aparência do poder do povo e, por outro, a afirmação desse poder enquanto condição fundadora da política. O poder do povo é precisamente a condição que permite lutar contra a reprodução da dominação oligárquica, que hoje instaura o modelo gestionário de especialistas insensíveis aos desejos e à agitação das massas. O poder do démos não é, portanto, o poder de um grupo específico, mas sim o poder daqueles que não possuem um grupo para exercer o poder, isto é, de todos e qualquer um. Por isto, a democracia é a ideia de um poder que não pertence a ninguém e que não pode ser tomado em nome de nenhuma competência específica: «o princípio escandaloso da capacidade de qualquer um». Assim, contra a corporação que concentra as formas naturais do poder - nascimento, riqueza, força, ciência - nas figuras do partido, da lista eleitoral, da gestão estatal, da peritagem e do sistema mediático, a política democrática instaura uma capacidade partilhada que aqui é pensada como potência dissensual: é a potência que hoje pode desafiar o consenso oligárquico e a ideia de necessidade histórica. A promessa democrática compreende ainda a ideia de igualdade, não como um fim a atingir, mas antes como a sua verificação através da construção no presente de formas concretas de existência em todos os domínios da vida. Dar um novo alcance à promessa democrática, é o que Jacques Rancière propõe com este «desmesurado» programa.
About the author
Jacques RANCIÈRE (n. 1940) Professor emérito da Universidade de Paris VIII, onde leccionou estética e política. Entre as suas obras destaca-se O Mestre Ignorante. Cinco lições sobre a emancipação intelectual (1987, tr. pt. 2010). Nas Margens da Política (1990) lança as bases da sua filosofia política que subsequentemente desenvolverá em O Desentendimento. Política e filosofia (1995, tr. pt. 1996). Já as concisas e penetrantes observações em relação ao entrelaçamento entre estética e política serão desenvolvidas em Estética e Política. A partilha do sensível (2000, tr. pt. 2010). Deste autor, há ainda diversas obras traduzidas sobre cinema, fotografia e demais artes.
Thanks for submitting a review!

Your review will need to be approved by the author before being posted.

See Inside
Front Cover

Loading book cover...

Book Image Not Available Book Image Not Available
Session Expiration WarningYour session is due to expire.

Your online session is due to expire shortly.
Would you like to extend your session and remain logged in?

Session Expired

Your session has expired.We're sorry, but your online session has expired.
Please log back into your account to continue.